segunda-feira, 27 de agosto de 2012

DESENVOLVER X PRESERVAR

Caros azeradores, falta pouco para o retorno do site e da gincana. Seguimos ansiosos para vê-los novamente 'pesquisando e pesquisando' sobre questões ambientais. Notícias, pesquisas e curiosidades valem a pena para aprender cada vez mais, não é mesmo?!

Hoje gostaríamos de compartilhar uma reflexão sobre o que ainda parece difícil de equacionar:  desenvolver economicamente o país sem causar destruição ambiental. Sabemos que o desenvolvimento sustentável trata-se de uma modalidade de desenvolvimento que muitos passaram a almejar. No entanto, devemos compreender que, mesmo que as pessoas queiram morar em lugares ambientalmente equilibrados e consumir produtos saudáveis, a grande maioria querem ter acesso à tecnologias e outras facilidades que justifica a necessidade de geração de cada vez mais capital. 

Assim, temos a difícil tarefa de ir ajustando nossos desejos à nossas necessidades para que a conta de uso dos recursos naturais hoje disponíveis não fique tão alta ao ponto desses recursos não estarem mais disponíveis, como é o caso das águas doces do planeta. 

Sabemos que as matas nativas compõem os sistemas naturais e sua manutenção garante o equilíbrio dos demais componentes (água, solos, animais e humanos). No entanto, uma vez que também servem a diversos usos econômicos, as matas sofrem intensos e permanentes processos de destruição, além do fato de ocuparem espaços físicos considerados essenciais para a atividade humana de produção agropecuária. 

Assim, fica fácil de entender o porque os governos das três esferas (federal, estadual e municipal) criem as conhecidas Unidades de Conservação que é para evitar o 'escalpelamento' das nossas áreas nativas essenciais à continuidade da vida. 

Por isso, é muito importante que apoiemos a criação, a implantação e a gestão eficaz das Unidades de Conservação pelo país a fora! Essas áreas são a única garantia real de que parcelas importantes do nossos biomas, e tudo que a eles se relacionam, sejam preservados.

VAMOS FAZER O EXERCÍCIO DE CONHECER E APOIAR DE ALGUMA FORMA A UNIDADE DE CONSERVAÇÃO MAIS PRÓXIMA?

PODEMOS AJUDÁ-LOS NA IDENTIFICAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DAS UCs, ASSIM COMO NO DIÁLOGO COM SEUS GESTORES. 

O QUE ACHAM?! AGUARDAMOS RESPOSTA.